Curso para Catequistas da Catequese Especial

Curso para Catequistas da Catequese Especial

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Todos têm direito à vida



“Precisamos fazer tudo para salvar uma pessoa”, afirmou o bispo auxiliar Dom Antonio Augusto Dias Duarte, durante a palestra que ministrou a favor da vida e contra o aborto, no Seminário sobre a Reforma do Código Penal, que aconteceu na sede da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OAB-RJ). O evento, realizado em três edições, nos dias 24 e 31 de outubro e 7 de novembro, debateu diversos temas, entre eles: drogas, violência doméstica, aborto, eutanásia e prostituição.

“Eu me sinto muito à vontade para falar desse tema, porque além de sacerdote, sou médico pediatra, formado pela Universidade de São Paulo (USP). Nós, como Igreja Católica, defendemos a dignidade da pessoa humana, não apenas como um ponto de vista, mas como uma verdade universal, porque o ser humano merece todo o respeito. A defesa da vida humana não é um tema religioso ou moralista, é um tema humano. O que está em questão é a vida humana”, disse.

Dom Antonio alertou que no texto do anteprojeto do Novo Código Penal (PLS 236/2012), que tramita no Senado, o ‘direito de matar’ um ser humano inocente e indefeso no ventre materno está sendo ampliado. Ele afirmou que as mulheres que cometem um aborto devem ser tratadas com misericórdia, compreensão e amor, mas que é preciso lutar para manter o direito que todas as pessoas têm à vida e que nada deve justificar um assassinato. 

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Vicariato Episcopal Jacarepaguá inicia evangelização com surdos



No Dia Mundial das Missões, 21 de outubro, na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no Pechincha, aconteceu a fundação da primeira comunidade de surdos da Região Oeste – Vicariato Episcopal Jacarepaguá.

A cerimônia contou com a acolhida do vigário episcopal de Jacarepaguá e pároco da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, monsenhor Jan Kaleta, e missa presidida pelo recém empossado assessor eclesiástico das pastorais dos surdos e da Pessoa com Deficiência, padre Roberto Pereira.

Estiveram presentes na celebração mais de 80 surdos e 11 intérpretes vindos das dioceses do Leste 1 (Nova Iguaçu, Niterói e Nova Friburgo), as comunidades da Arquidiocese do Rio (Lagoa, Copacabana, Penha, Pavuna, Méier, Riachuelo) e da paróquia. Após a missa, foi servido um lanche partilhado de confraternização na sala destinada à Pastoral dos Surdos. As missas e a catequese na paróquia acontecerão todos os domingos, às 10h15.

Acolher o surdo na diversidade da comunicação (Língua Brasileira de Sinais – LIBRA) e respeitar a sua identidade pessoal é uma atitude pelo menos civilizatória. A Igreja do Rio há 31 anos tem desenvolvido uma catequese e um trabalho muito específico com os surdos. E o notável dessa fundação em Jacarepaguá é a presença ativa dos jovens surdos, sinal de esperança em vista à Jornada Mundial da Juventude Rio2013.

Jornal Testemunho de Fé
com colaboração de
 César Bacchim e Iracema Müller