Curso para Catequistas da Catequese Especial

Curso para Catequistas da Catequese Especial

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O bom pastor redentorista

Voltou à Casa do Pai, no dia 22 de outubro, o padre José Marques da Rocha, aos 88 anos. Ele exercia os ofícios de vigário paroquial na Paróquia Santo Afonso, na Tijuca, e de assistente eclesiástico da Pastoral de Catequese Especial.
Falecido por falência múltipla de órgãos, estava internado há 50 dias no Hospital São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro. Depois do velório, realizado na Paróquia Santo Afonso, o corpo seguiu para o sepultamento, em Juiz de Fora (MG), no cemitério dos padres redentoristas.

FORMAÇÃO
Mineiro da cidade de Entre Rios de Minas padre José Marques da Rocha, nasceu no dia 21 de março de 1928, filho de Amynthas Hylarito Marques da Rocha e de Alzira da Conceição Marques.
Vocacionado ao sacerdócio, ingressou na Congregação do Santíssimo Redentor (padres redentoristas), onde fez os votos temporários em 2 de fevereiro de 1949, e os votos perpétuos em 12 de abril de 1952.
Depois de cursar filosofia e teologia no Seminário Maior Redentorista, em Juiz de Fora, foi ordenado na mesma cidade, por Dom Rodolfo das Mercês de Oliveira Pena, primeiramente ao diaconato, em 21 de setembro de 1954, e depois presbítero, em 2 de fevereiro de 1955.
Ampliando sua formação, fez o curso de Opinião e Relações Públicas pela PUC-Rio (conclusão 1967), bacharelado em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com pós-graduação em Catequese e especialização em Catequese Especial (conclusão em 1995), e o curso de Espiritualidade Redentorista, em Roma.

RELIGIOSO MISSIONÁRIO
A serviço de sua congregação, depois de ordenado, foi professor e vice-diretor do Seminário Redentorista, em Congonhas do Campo (MG); professor no Seminário Maior da Floresta, em Juiz de Fora; vigário e responsável pela catequese e pela juventude da Paróquia de São José, em Belo Horizonte (MG), e ecônomo na Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Juiz de Fora.

RIO DE JANEIRO
À Arquidiocese do Rio de Janeiro chegou em 1964, e aí passou a maior parte de sua vida. Na Paróquia Santo Afonso, na Tijuca, exerceu as funções de coadjutor, ecônomo, reitor, pároco e vigário, além de dirigente espiritual de inúmeros grupos.
Entre outros feitos, foi idealizador da Casa da Convivência Nossa Senhora Mãe do Belo Amor, voltada para melhores condições de vida para os deficientes intelectivos e seus familiares, fundada no bairro Lins de Vasconcelos, em 1994.

Fonte: http://arqrio.org/noticias/detalhes/5033/o-bom-pastor-redentorista

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Faleceu o Pe. José Marques, fundador da Catequese Especial na Arquidiocese do Rio

            Nossos sentimentos e profunda gratidão por todo o bem que Pe. José Marques realizou com a fundação da Catequese Especial no Rio. Quanto bem feito a milhares de especiais e suas famílias nestes anos de trabalho dedicado e incansável em prol dos queridos de Jesus.
            A missa de 7º dia será nesta sexta feira, 28/10, às 18h, na Paróquia Santo Afonso (Rua Barão de Mesquita, 275 – Tijuca).