Curso para Catequistas da Catequese Especial

Curso para Catequistas da Catequese Especial

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Arquidiocese agora tem pastoral dedicada aos cegos

A Arquidiocese do Rio de Janeiro conta agora com a Pastoral do Cego, fundada no dia 19 de setembro com missa celebrada pelo frei César dos Santos. A celebração aconteceu em uma das sedes da Congregação de Nossa Senhora da Glória (Sodalício da Sacra Família), que acolhe mulheres cegas.
A nova pastoral completa as quatro áreas da deficiência que a Pastoral da Pessoa com Deficiência da Arquidiocese do Rio (Pasped) pretende atender. As outras três já tinham representação dentro da Pasped, com a Pastoral do Surdo, o Movimento Ecumênico Fraternidade Cristã de Pessoas com Deficiência, para cadeirantes, muletantes e outros, e o Movimento Fé e Luz, que acolhe pessoas com deficiência intelectual.
“Ainda não tínhamos atendido as quatro áreas da deficiência, que são a visual, a física, a intelectual e a surdez. Faltava um trabalho mais sistemático com relação aos cegos, embora eles já estejam incluídos em nossos trabalhos. Faltava uma coordenação, um local para que pudessem se encontrar e algumas ações e atividades específicas voltadas para a realidade do cego”, explicou o assessor nacional da Pasped e coordenador arquidiocesano Cesar Bacchim.
Segundo ele, a Campanha da Fraternidade de 2006, cujo tema foi “Fraternidade e Pessoa com Deficiência”, ajudou a despertar a Igreja para a realidade dessas pessoas e indicou caminhos para novas possibilidades de atendimento pastoral inclusivo.

Deficiência visual
A deficiência visual é determinada pela perda total ou parcial da visão, e afeta mais de mais de 6,5 milhões de pessoas em todo o Brasil, o correspondente a 3,5% da população nacional. Desse número, a maioria é de pessoas com baixa visão. Desde 1961, o Brasil tem um dia dedicado a essas pessoas, para se pensar propostas e soluções que facilitem a vida deles e façam com que tenham acessibilidade: 13 de dezembro. Mas ainda assim eles enfrentam muitas dificuldades.
“A Igreja é uma Igreja aberta e inclusiva. Mas não podemos permitir que essa expressão seja vaga. Precisamos de uma Igreja que de fato inclua, especialmente as pessoas com deficiência. Para o caso dos cegos, que escutam, temos um projeto de trazer para as pessoas da pastoral a Bíblia falada, para que possam ouvir a palavra de Deus através do próprio celular”, contou Bacchim.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Catequese Especial em Nova Friburgo

            Aconteceu no dia 7 de outubro o 1º Congresso Diocesano da Pastoral Familiar em Nova Friburgo, do qual a Catequese Especial da Arquidiocese do Rio de Janeiro participou, e divulgou este segmento em mais uma diocese de nosso estado.