terça-feira, 7 de novembro de 2017

Mãe do Silêncio abençoa a Pastoral do Surdo

Basílica do Imaculado Coração de Maria no Méier recebeu na última sexta-feira a imagem da Mãe do Silêncio, Nossa Senhora dos Surdos.

Ela foi abençoada na missa de sábado e com muita alegria acolhida pela Pastoral do Surdo que há 21 anos celebra a inclusão.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Catequese Especial no Seminário São José

A coordenação arquidiocesana da Catequese Especial, apresentou este importante trabalho evangelizador para os alunos do 8º período do Instituto Superior de Teologia de nossa Arquidiocese.

Os futuros sacerdotes puderam conhecer a metodologia, o programa e os recursos utilizados neste segmento da Iniciação Cristã.
A aula de Catequética enriqueceu-se com a experiência e o entusiasmo das catequistas Rosali e Maria de Fátima. A troca de experiências foi muito enriquecedora para todos.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Vídeos em Libras trazem orientações sobre o Enem para surdos

Edição do Enem 2017 tem 1310 surdos inscritos

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou em seu canal no Youtube vídeos com dicas e orientações para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) voltados para candidatos surdos ou pessoas com deficiência auditiva. Este é o primeiro ano que o Enem terá videoprovas traduzidas para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Os vídeos já disponíveis trazem orientações gerais sobre o exame, explicando como será a videoprova e também dicas sobre o que levar, documentos permitidos, objetos proibidos e horários das provas. O Inep também trabalha em uma cartilha de redação em Libras.
O instituto lançou ainda uma campanha em Libras nas suas redes sociais: Facebook, Instagram, Twitter e YouTube, com vídeos que trazem informações variadas sobre o Enem, da mesma forma como é produzido para os participantes ouvintes. Depois da aplicação do exame, aqueles que usarem o novo recurso também terão a oportunidade de avaliar a videoprova por meio de um videoquestionário.

Videoprova
Na videoprova traduzida em Libras, as questões e as opções de respostas são apresentadas em Língua Brasileira de Sinais por meio de um vídeo. Cada participante receberá um notebook para fazer o exame, e a prova será aplicada em ambientes preparados para garantir sigilo, autonomia e segurança.
O Enem 2017 recebeu inscrições de 1.310 pessoas surdas e 3.683 com deficiência auditiva. Desse total, 1.635 solicitaram a videoprova. Outros 1.357 optaram por um recurso já usado em outras edições, o tradutor intérprete de libras. Outro recurso disponível para esse grupo de participantes é a leitura labial, solicitado por 895 pessoas.

Fonte: https://noticias.cancaonova.com/brasil/videos-em-libras-trazem-orientacoes-sobre-o-enem-para-surdos/

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

26º Encontro da Pastoral do Surdo do Regional Leste 1



XXVI Encontro Regional da Pastoral do Surdo Leste 1 - ENCREPAS – LESTE 1



TEMA: “O Reino dos Céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo”. (Mt 13, 24-30)

30 de Setembro – Sábado

Local: Paróquia São Francisco Xavier, Rua São Francisco Xavier, 75 – Tijuca - RJ




PROGRAMAÇÃO

7:30 - 8:00 – Chegada (Crachás e Café da manhã) – Local : Salão 1º andar.
8:30  - Abertura e Acolhida: (Padre Li – Benção inicial e algumas palavras).
8:50 - Primeira atividade: (RAIZ) – Quem somos? Laura falará sobre a Primavera, Dia da Árvore, Dia Internacional do Surdo. Link para a questão da identidade (surda e cristã).
Ação: Cada pessoa colocará no cartãozinho, por escrito, sua identidade cristã na raiz da árvore.
9:10   –    Reflexão    e    Meditação:    “Com    efeito,   muitos    são   chamados,    mas  poucos escolhidos.” (Mt 22,14) Apresentação de Daniel e Mariana  da SFX.
9:30 - Momento de Partilhas: O que você tem feito? : Seis representantes de algumas paróquias Leste 1  apresentará (15 min), sobre o que fazem hoje na sua paróquia.
11:10 – Reflexão e Meditação: “O Reino dos Céus é semelhante a um homem  que semeou boa semente no seu campo”. (Mt 13, 24) Vídeo e Marlene falará sobre como ser um bom semeador.
11:30 – Segunda atividade: (TRONCO) – Que fazemos? Stela falará sobre a parábola contada por Cristo no vídeo afetou em cada um, e para colocar por escrito, no tronco, o que fazem hoje, em sua paróquia ou em sua vida como semeador.
11:55 – Preparar para saída almoço. Caminhada até o Restaurante Da Vinci, em frente ao Colégio Militar. Comida a kg.
12:10 - Almoço
13:10 – Retorno à Igreja. Dirigirmo-nos ao interior da Igreja.
14:00 – Terceira atividade: (COPA) – Que faremos? Retiraremos as flores, folhas, aves que estão em caixas, e enfeitaremos a copa da árvore com uma proposta pessoal por escrito, do que queremos ou faremos daqui por diante.
14:30 – Jogaremos nossos ‘joios’ (cartões em que escrevermos o que de ruim queremos nos desfazer)  para queimar. (Talvez possamos ver a possibilidade de confissão).
15:15 -  Momento de conversa, escolher a cidade do próximo encontro, em 2018.
16:00 - Missa
17:00  - Encerramento e Despedida

-       Divulgação no Regional Leste 1 (Todos bem- vindos!)
-       Cada coordenador da paróquia enviar e-mail Laura Jane – laurajanemb@yahoo.com.br, informando pessoas que participarão do  encontro (para reserva restaurante e confissão)
-       Informações e orientações: Janise (99261-2728) – Paula (98003-4141) – Laura Jane (99134-7160)

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Religiosas com Síndrome de Down integram comunidade contemplativa na França

Em Le Blanc, França, mulheres com Síndrome de Down e que ouvem o chamado de Deus a uma vida religiosa têm a oportunidade de dar seu ‘sim’ ao Senhor por meio das Irmãzinhas Discípulas do Cordeiro (Le petites soeurs disciples de l’Agneau).
Fundadas em 1985, com uma vocação contemplativa, estas religiosas se apoiam na Regra de São Bento e no caminho da Infância Espiritual de Santa Teresa do Menino Jesus.
Oferecem às jovens com síndrome de Down a possibilidade de realizar sua vocação religiosa, acompanhadas por outras irmãs da comunidade que não apresentam a mesma condição.
Conforme relata o site das Irmãzinhas, tudo começou com o encontro de duas mulheres: Madre Line, atual priora da comunidade, e Ir. Veronique, uma jovem com síndrome de Down, que hoje é religiosa.
Madre Line notou uma verdadeira vocação em Veronique e soube que ela precisaria de ajuda, porque todas as comunidades religiosas nas quais ela se apresentou se mostraram relutantes em recebê-la.
Assim, assinalam no site, “ano após ano, a comunidade – reconhecida pela Igreja e guiada pelo Espírito Santo – adaptou-se à Síndrome de Down e à vida religiosa com esta condição”.
A comunidade foi reconhecida em 1990 pelo então Arcebispo de Tours, Dom Jean Honoré, como uma associação pública de fiéis leigos, o que foi confirmado em 1995 pelo então Bispo de Bourges, Dom Pierre Plateau.
Em dezembro de 2011, Dom Armand Maillard, Bispo de Bourges, aprovou definitivamente a Constituição do Instituto das Irmãzinhas Discípulas do Cordeiro.
Em sua vida cotidiana, estas religiosas participam da Missa, rezam e realizam trabalhos de costura, bordados, confeitaria, entre outros. A comunidade recebe assistência do mosteiro beneditino de Fontgombault.
Em declarações ao jorna espanhol ‘La Razón’, em 2009, Madre Line expressou que “no âmbito espiritual, os termos de ‘validez’ e de ‘incapacidade’ devem se relativizar”, pois “a incapacidade mais grave acaso não é aquela produzida pelo pecado, que obstaculiza a vida de Deus na alma?”, pergunta-se.
Para a religiosa, “uma pessoa que acolhe plenamente a graça se constrói e se abre também humanamente”.
Em 2005, por ocasião de seus 20 anos de fundação, Dom Pierre Plateau animou as irmãzinhas a seguir respondendo o chamado de Cristo e assinalou que, “porque as ama, Jesus as chamou, provavelmente porque quer que sua pequena comunidade mostre a um mundo que pode ser muito egoísta a ternura de Deus para todos os que o reconhecem e como os pequenos são capazes de demonstrar muito amor e provavelmente mais do que outros. É sua maneira de proclamar a Boa Nova”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/religiosas-com-sindrome-de-down-integram-comunidade-contemplativa-na-franca-29180/