Curso para Catequistas da Catequese Especial

Curso para Catequistas da Catequese Especial

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

O trabalho de inclusão realizado pela Pastoral da Pessoa com Deficiência

No dia 3 de dezembro, em que foi comemorado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, o A12 trouxe uma entrevista sobre o trabalho inclusivo realizado pela Igreja Católica por meio da Pastoral da Pessoa com Deficiência.

Prestando assistência e contribuindo na efetivação dos direitos das pessoas com deficiência, mas também promovendo a valorização de seus talentos, oferecendo oportunidades para a participação na vida comunitária da Igreja, essa pastoral imita as atitudes de acolhimento tão insistentemente realizadas por Jesus em sua vida pública. 
Para falar sobre essa missão de amor desenvolvida pela Igreja, o A12 conversou com o assessor nacional da Pastoral dos Surdos, o professor César Bacchim do Rio de Janeiro (RJ). 
Para Bacchim, que trabalha na Pastoral da Pessoa com Deficiência na Arquidiocese do Rio, o preconceito é como um “nó” que impede a inclusão e o respeito ao diferente. Abaixo, a entrevista. 

A12 – O senhor percebe algum avanço na relação da sociedade com as pessoas com deficiência?
César Bacchim – Sim. Tem havido muitos avanços. Podemos citar o mundo da cultura, do teatro. No Rio de Janeiro temos tido peças com áudio descrição, intérpretes em LIBRAS, espaço para cadeirantes. Tudo isso faz com que a pessoa com deficiência tenha seus direitos respeitados.
A dimensão do lazer, do ócio, da ludicidade é esquecida, quando se refere à pessoa com deficiência. É preciso mudar essa mentalidade: pessoas com deficiência também viaja, passeia, frequenta praias, cinemas etc.
Outros avanços são as cotas de empregabilidade exigida às empresas brasileiras. Contudo, vemos que muitas não cumprem esta legislação, mas já existe.
O preconceito é outro nó que em nada ajuda para extirpar de uma vez por todas a falta de respeito às pessoas com algum tipo de deficiência. Mas isto levará ainda décadas: a educação dada nos lares e a mídia podem ajudar muito nesse campo.
Há muito por fazer e por refletir sobre o diferente em nossa sociedade brasileira. 

A12 – Como a Pastoral da Pessoa com Deficiência colabora para a inclusão dessas pessoas?
César Bacchim – A Pastoral da Pessoa com Deficiência tem por objetivo principal a inclusão e o acolhimento a essas pessoas. Espaços têm sido dados dentro das comunidades. Praticamente em todas as Dioceses do Brasil há algum movimento ou ação ligada às deficiências.
A CF/2006 foi um marco histórico para um avanço da inclusão nas igrejas, nas catequeses, nos grupos de jovens.
Existem bispos em diversas dioceses que estão à frente ou acompanhando esse trabalho juntos aos surdos, por exemplo.
A inclusão é um ato evangélico, uma ação que encontramos em Jesus, quando Ele ia ao encontro do outro: do surdo, do cego, do paralítico, da viúva, das crianças, da pecadora etc.
São atitudes bastante cristãs, mas que ainda temos receio, ou até tabu para abrir nossas portas ao outro, o desconhecido. 

A12 – Neste dia em que se comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, qual a mensagem que o senhor deixa para a sociedade?
César Bacchim – A mensagem é para aqueles que estão junto ou acompanhando alguma pessoa com deficiência e especial aos surdos, aos cegos, aos cadeirantes e aos com deficiência intelectual.
Ser no mundo como diferente é um sinal de Deus. Deus nos fez, com seu gesto criador e amoroso, dotados de qualidades e de imperfeições humanas, todos nós, seres humanos.
A pessoa com deficiência não pede esmola ou piedade de quem quer que seja, pede apenas que a acolha e respeite em sua dignidade e em seu estar no mundo. Caberá, pois a cada um de nós, sempre uma atitude, um gesto de delicadeza para com o outro, criado à imagem e à semelhança de Deus – amor.
Agradecemos a todos aqueles que atuam junto a essas pessoas, quer sejam agentes da pastoral, profissionais da medicina, das terapias. Eles fazem um bem impagável e deixam no coração da pessoa com deficiência esperança e acima de tudo, solidariedade.

Fonte: http://www.a12.com/noticias/detalhes/o-trabalho-de-inclusao-realizado-pela-pastoral-da-pessoa-com-deficiencia

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Celebração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

A Arquidiocese do Rio de Janeiro, através da PASPED - Pastoral da Pessoa com Deficiência prepara uma Celebração com as pessoas envolvidas e ativas.

Dia 03 de dezembro 
Chegada: 17h30
Início da Missa: 18h 
Local: Capela da Cúria Metropolitana - Rua Benjamin Constant, 23 - 2º andar - Glória 
Presidente da Eucaristia: Padre Leandro Moreira e concelebrada Diácono José Ferreira (Bá).

Após a Missa haverá confraternização de Natal com comidas típicas e amigo oculto. Pedimos que cada um, dentro de suas possibilidades, leve um prato doce/salgado ou sucos. 

Levar um cartão de Natal para realizar o Amigo Oculto de 2014. 

Informações: pasped@arquidiocese.org.br (Iracema. Adilson ou Diácono Bá)

Obs. Haverá intérpretes em LIBRAS e no Edifício da Cúria há banheiros adaptados e acessibilidade aos banheiros e à capela. 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Comissão prepara seminário sobre iniciação à vida cristã

Equipes de animação bíblico-catequética dos 18 Regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), equipe executiva da Catequese Junto às Pessoas com Deficiência e o Grupo de Reflexão Bíblico-Catequética (Grebicat) participarão do Seminário Nacional de Iniciação à Vida Cristã, que ocorrerá de  6 a 9 de novembro, em São Caetano do Sul (SP).  A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB é a organizadora do encontro, que tem como lema “Quanto a nós, não podemos deixar de falar sobre o que vimos e ouvimos” (Atos 4, 20).
Os grupos conhecerão experiências concretas de iniciação à vida cristã, como a realidade de Abaetetuba (PA), onde o trabalho é realizado com as comunidades ribeirinhas, e a atuação do regional Sul 1 da CNBB, que promove catequese junto à Pessoa com Deficiência. A partir dessas iniciativas, haverá a reflexão sobre a prática catequética, com objetivo de motivar novos processos.
O Seminário Nacional sobre Iniciação à Vida Cristã está previsto no 21º Plano Quadrienal (2012 – 2015) das lideranças de catequese ligadas à Comissão. 

Livro
Durante o evento, será lançado o livro “Itinerário Catequético: iniciação à vida cristã – um Processo de Inspiração Catecumenal”. A publicação apresenta orientações para a Pastoral Bíblico-Catequética, a fim de concretizar, nas diversas realidades do Brasil, a verdadeira iniciação à vida cristã. “Recuperando a mística que vem da experiência catecumental da Igreja primitiva, tornando-a inspiração para desencadear um verdadeiro processo de educação da fé nos tempos de mudança de época”, sugere o texto.
Apesar de o lançamento estar marcado para novembro, o livro já está disponível nas Edições CNBB, pelo televendas (61) 2193-3019 ou no site www.edicoescnbb.com.br.



Fonte: http://www.cnbb.org.br/comissoes-episcopais-1/biblico-catequetica/15151-comissao-prepara-seminario-sobre-iniciacao-a-vida-crista

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Pastoral dos Surdos comemora 33 anos de fundação

Comemorando 33 anos de fundação, a Pastoral dos Surdos festejou em missa de ação de graças realizada no Santuário de Schoenstatt, presidida pelo padre Willian Rufino, da Paróquia Sangue de Cristo, no Andaraí, dia 21 de setembro.
A Pastoral dos Surdos teve início em 1981 por um grupo de alunos do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), com o apoio das Irmãs Beneditinas, do monsenhor Vicente de Paulo Penido Burnier, primeiro sacerdote surdo brasileiro, e da professora Orquidea Bahia, para iniciar o Grupo de Jovens Surdos Católicos.
Na origem deram o nome de Deficientes Jovens Unidos a Cristo (Dajuc). Inicialmente o objetivo era aprofundar as Sagradas Escrituras e se reunir como jovens na igreja Cristo Redentor, em Laranjeiras. Com o passar dos anos e o lançamento, em 2006, da Campanha da Fraternidade, cujo tema foi “Fraternidade e pessoas com deficiência”, a presença dos deficientes físicos e auditivos se tornou cada vez maior.
Há quatro anos, a Arquidiocese do Rio conta com a Pastoral da Pessoa com Deficiência, além das diversas ações dos surdos e dos intérpretes católicos: no programa “Utilidade Pública em Ação” na Rádio Catedral e nas sete comunidades com intérpretes de libras Coração Imaculado de Maria, no Méier, Paróquia Bom Jesus da Penha, na Penha, Paróquia Santa Margarida Maria, na Lagoa, Nossa Senhora de Copacabana e Santa Rosa de Lima, em Copacabana, Paróquia São Francisco Xavier, na Tijuca, Paróquia Santo Antônio, na Pavuna e Paróquia São João Bosco, no Riachuelo.
A Pastoral da Pessoa com Deficiência da Arquidiocese do Rio funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 13h e das 14h às 17h, no Edifício João Paulo II, na Rua Benjamin Constant, 23 / 3º andar, na Glória. Mais informações pelo email pasped@arquidiocese.org.br.

Fonte: arqrio.org

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

"No sorriso do meu filho Down descobri um grande tesouro"

Roma, 03 de Setembro de 2014 (Zenit.orgFederico Cenci 

Percorrendo os artigos publicados em ZENIT em uma quinta-feira quente do agosto europeu, me deparei com as declarações do conhecido biólogo Richard Dawkins, segundo o qual seria "imoral" dar à luz a crianças com síndrome de Down. Como uma lâmina que atravessa o coração, as palavras penetram através dos olhos de minha mãe e causam "confusão, dor e um monte de surpresa". É assim que Mena Dessolis, originária de Mamoiada, cidade empoleirada no interior da Sardenha, decidiu usar um pouco de tempo dos seus compromissos diários para escrever à redação o seu testemunho de mãe de três filhos, dentre os quais, Gabriele, com síndrome de Down.
Não é motivada por nenhuma retórica. O que ela diz, o faz à luz de uma vida passada com a força e a doçura próprios de cada mãe. Depois de duas filhas, agora com vinte e poucos anos, Mena teve 14 anos atrás, Gabriele. Ele é o motivo de sua reação ao artigo sobre o peremptório e imprevidente tweet do cientista britânico. Uma reação carregada de dor, “porque - disse - não tem a menor consciência do que seja a síndrome de Down, que sim traz muitas dificuldades, mas 'estranhamente' também muita riqueza e amor".
Depois de um momento de surpresa, com a cabeça fria Mena reconhece, porém, que a atitude de Dawkins é só a expressão mais tristemente sincera de uma cultura generalizada, na qual “ter uma posição, 'ser alguém' são os objetivos de um homem preso na convicção de que o sentido da vida está no imediato e tangível". Trata-se - acrescenta - "do engano do homem de hoje e de sempre".
É, portanto, para combater esse engano - de acordo com Mena - que "é cada vez mais urgente, importante, necessário, que nós, pais de crianças chamadas "deficientes" dêmos a conhecer este mundo subterrâneo e que como tal assusta”. Um mundo - diz Mena refletindo sobre sua experiência - "onde o tempo assume um outro aspecto que não é o de “morder e correr", da pressa, dos resultados imediatos, que caracteriza a sociedade".

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Catequese Especial anima Festa das Nações em Padre Miguel

             A Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Padre Miguel, está em festa! As comemorações em honra ao Sagrado Coração de Jesus iniciaram no dia 27/06, sexta, com missa presidida por Dom Edson de Castro Homem, bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro. No dia 28/06 a missa foi presidida por Dom Roque Costa e, na ocasião, foram investidos trinta novos coroinhas. Junto às celebrações, acontece também a Festa das Nações, com muita animação, atrações e barracas oferecendo pratos típicos de diversos países.
            A Catequese Especial da Paróquia escolheu homenagear Portugal: mães e catequistas ajudaram nos ensaios da dança e na confecção dos figurinos. E o resultado final foi apresentado no último sábado, com muita alegria e empolgação. A festa continua no próximo final de semana, nos dias 4, 5 e 6 de julho. A Catequese Especial voltará a se apresentar no sábado, dia 5, após a missa das 18h, e todos estão convidados.
            Confira alguns momentos da primeira apresentação da Catequese Especial em nossa seção de fotos e mais detalhes da Festa das Nações em www.pscjdepadremiguel.com.br.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Catequese Especial presente na 88ª Semana Eucarística

Confira em nossa seção de fotos os melhores momentos da participação da Catequese Especial na missa celebrada no dia 14 de junho de 2014 na Igreja de Santana – Santuário Nacional de Adoração Perpétua – no Centro do Rio. A missa celebrada pelo Arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Cardeal Dom Orani Tempesta, integrou a programação da 88ª Semana Eucarística em preparação para a Solenidade de Corpus Christi e foi transmitida ao vivo pela Rede Vida de Televisão. A celebração contou também com a presença de diversos segmentos da infância e adolescência de nossa Arquidiocese.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Querida futura mãe

Preocupada com o futuro de seu filho depois de descobrir que ele nasceria com Síndrome de Down, uma mãe italiana entrou em contato com a organização CoorDown, que ajuda pessoas com a trissomia. Ela foi direta: queria saber que tipo de vida ele teria e como seria sua convivência com outras pessoas sem a Síndrome. 
A resposta da organização surpreendeu: respondeu o e-mail com um vídeo, uma campanha em homenagem ao Dia Internacional da Síndrome de Down. Feito em parceria com a agência Saatchi & Saatchi, o filme rapidamente se tornou um fenômeno das redes sociais. Nele, 15 portadores da síndrome se abrem. É de encher os olhos. E reafirmar com certeza: toda criança tem direito de ser feliz.


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Contatos e Informações

Objetivos da Pastoral da Pessoa com Deficiência
Respeitar a identidade e as especificidades de cada deficiência e a sustentabilidade de vida de toda e qualquer pessoa que tenha alguma deficiência parcial ou total;
Articular as ações de evangelização e de catequese dos Movimentos/Pastorais que trabalham com as pessoas com deficiência nas Paróquias;
Promover a inclusão e o acolhimento visando o aprimoramento da qualidade da evangelização;
Valorizar os dons e talentos das pessoas com deficiência, oferecendo oportunidades de serviços ministeriais dentro da Igreja.

Metas da Pastoral da Pessoa com Deficiência
Conscientização de toda a Igreja, aberta, acolhedora e ministerial junto à pessoa com deficiência;
Orientação e encaminhamento para a Recepção aos Sacramentos;
Ação permanente de Evangelização para Jovens e Adultos;
Participação da família e amigos na ação inclusiva na Igreja;
Orientação dos direitos da pessoa com deficiência;
Participação efetiva nos eventos eclesiais e públicos;
Diálogo ecumênico e interreligioso dos Grupos que desenvolvem ações inclusivas;
Encaminhamentos: mercado profissional: postos de trabalho/bancos de dados de trabalho.

Sede:
Edifício João Paulo II: Rua Benjamin Constant, 23, Glória, 3º andar
Vicariato da Caridade Social - Pe. Manuel Manangão (Vigário Episcopal)
Pe. Jayme Henrique de Oliveira (Assessor Eclesiástico da Pastoral da Pessoa com Deficiência)
Funcionários: Iracema Müller – surda (9h – 12h)
E-mail: muller.iracema@yahoo.com.br
Adilson Domingos – cadeirante (14h – 17h)
E-mail: nowslid@hotmail.com
Tel. 2239-3132 – Ramal 250

Catequese Especial (Deficiência Intelectual e Cognitiva)
Assessora Arquidiocesana – Rosali Villa Real da Costa Bastos
Telefones: 2491-4118 / 97199-1520